Entrevista emocionante com Shaku Riman

noticia_rev._ricardo_m

Entrevistar Shaku Riman (Rev. Prof. Ricardo Mario Gonçalves), o maior professor do Dharma no Brasil e monge pioneiro do Shin Budismo da Terra Pura, foi uma grande honra. A qualidade dos textos traduzidos por ele dos originais beneficiou imensamente a esfera búdica do Brasil, sendo importante até hoje. O livro “Textos Budistas e Zen Budistas” tem fornecido uma melhor compreensão do Budismo por um longo tempo. 

Shaku Riman relatou que “A harpa da Birmânia” – um romance japonês sobre um monge que recolhe as ossadas insepultas dos combates mortos, mas cultuando as memórias deles – impactou na sua juventude. Coincidentemente este livro tinha me tocado muito na minha juventude também. Senti uma conexão misteriosa através do tempo e do espaço.

Como um dos missionários do Shin Budismo da Terra Pura, escolher uma linguagem adequada para expressar ensinamentos sempre foi difícil. Como podemos manifestar Sabedoria e Compaixão do Buda que é a essência do Shin Budismo da Terra Pura? Como se manifesta a apreciação do coração de Buda?

O “zen”, a “impermanência”, a “interdependência”, são termos incomuns no vocabulário brasileiro, mas na entrevista os ensinamentos se manifestam de forma espontânea. Shaku Riman foi capaz de construir ao longo dos anos uma forma particular de tornar acessível aos brasileiros o Dharma que é a essência do budismo. O trabalho de todos nós missionários budistas e a compreensão dos brasileiros sobre o budismo foi muito beneficiada por esse monge pioneiro.

Apreciem, através da entrevista que nos foi concedida.